quinta-feira, 11 de maio de 2006

Comida de pensão




Comida de Pensão (xote, 1956) - Francisco A. Balbi e Miguel Miranda - Intérprete: Ivon Curi

Pra fazer economia / Eu fui morar numa pensão
Onde a bóia todo dia / Era só feijão, feijão

Durante a semana inteira / Eu com o coração na mão
Vinham as compras lá da feira / Porção de cestas só de feijão

Feijão preto com quiabo / Mulatinho com chuchu
Nunca vi sopa de nabo / Só farofa com tutu

Domingos e feriados / Variava a refeição
Vinham ovos estrelados / Carne seca no feijão

Feijão, feijão, feijão / Era só feijão, feijão (bis)

De segunda a sexta feira / Eu sempre mal com indigestão
Se me queixava à cozinheira / Me dava um chá, chá de feijão

Mas eu pensando que era vivo / Chamava a dona da pensão
Dona Olga um aperitivo / Vinha batida de feijão

Reclamar com a Teresa / Não adiantava não
Pois até na sobremesa / Vinha doce de feijão

Domingos e feriados / Variava a refeição
Vinham ovos estrelados / Carne seca no feijão

Feijão, feijão, feijão / Era só feijão, feijão (bis)

Maionese de feijão / Ou refresco de feijão
Sanduíche de feijão / Feijão, feijão
Ah, feijão

Nenhum comentário: