sábado, 3 de junho de 2006

Aos filhos de Gêmeos

Oswaldo Montenegro
Intr.: A  E/G#  Em/G  D/F#  Dm/F  A  F#m  B7  Bm  E7  A
 

A        E/G#      Em/G              D/F#
Curioso, dispersivo, você sempre tem algo a dizer
Dm/F         A      F#m    B7          Bm      E7    A
Signo dos opostos, signo dos vizinhos gêmeos, há de ser
         E/G#      Em/G              D/F#
Cada planeta, cada riso em cada esquina que houver
Dm/F          A   F#m   B7            Bm           A
Cada extremo reunido,  cada homem gêmeo da mulher
A               E/G#     Em/G         D/F#
Gêmeos como a luz do dia é vizinha do anoitecer
Dm/F              A     F#m    B7          Bm  E7      A
Gêmeos chuva e, quem diria, o sol que brilhará, dor e prazer
        E/G#       Em/G              D/F#
Cada planeta, cada riso em cada esquina que houver
Dm/F          A   F#m   B7            Bm           A
Cada extremo reunido,  cada homem gêmeo da mulher
Postar um comentário