domingo, 18 de junho de 2006

Das rosas

Dorival Caymmi - 1965
A valsa “Das Rosas” estava quase pronta quando, numa visita à Bahia, Caymmi fez de improviso um samba em homenagem a uma moça chamada Rosa, empregada de seu pai. Como o samba ficou ótimo, o compositor resolveu juntá-lo à valsa, em uma jogada original que deu certo. Assim, no final de 64, ele lançou o samba-valsa “Das Rosas”, de sucesso praticamente simultâneo no Brasil e nos Estados Unidos (com o nome “And Roses and Roses” e letra em inglês de Ray Gilbert), que lhe propiciaria uma temporada naquele país.

Nessa temporada, Caymmi cantou no show de televisão de Andy Williams que havia lançado a versão americana da canção, e gravou um elepê, sempre acompanhado pelo conjunto The Girls from Bahia, que era o Quarteto em Cy. Uma peça atípica do repertório caymmiano, “Das Rosas” mostra o ecletismo do autor (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).



Das rosas (samba-valsa, 1965) - Dorival Caymmi

Álbum "Caymmi Também é de Rancho" (1973) -
D          G/A      D
Nada como ser rosa na vida
                           Em   B7
Rosa mesmo ou mesmo rosa mulher
  Em          B7         Em
Todos querem muito bem a rosa
      A7
Quero eu ....
                   D
Todo mundo também quer
  Am7       D7             Am     D7
Um amigo meu disse que em samba
 G         B7             Em   A7
Canta-se melhor flor e mulher
   D          Gbm          Bm7/4   B7
E eu que tenho rosas como tema
   Em       A7           D     A7/5+
canto no compasso que quiser

valsa:
   D    Gbm       C°
Rosas...rosas ... rosas...
 B7      Em                 Bm
Rosas formosas são rosas de mim
 Am             Em     Gm               D
Rosas a me confundir /  Rosas a te confundir
      D/C        G/B     Bb6              D    A7/5+
Com as rosas, as rosas, as rosas,    de abril
  D        Gbm      C°
Rosas...  rosas...  rosas...
  B7     Em               Bm
Rosas mimosas são rosas de ti
  Am           Em        Gm              D
Rosas a me confundir  /  Rosas a te confundir
     D/C         G/B       Bb6        D
Com as rosas, as rosas, as rosas de abril
   Bm          Gbm        Am             Em
Rosas a me confundir  /  Rosas a te confundir
   A7             A/G             Am6      B7
São muitas...são tantas   / São todas tão rosas
Em A7      Bb   C   D
Rosas de abril
 
 
Postar um comentário