quarta-feira, 23 de agosto de 2006

Lágrimas de virgem

Luís Americano
Lágrimas de virgem (valsa, 1931) - Luís Americano

Disco 78 rpm / Título: Lágrimas de virgem / Autoria: Americano, Luiz (Compositor) / Americano, Luiz (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: Odeon, 1931 / Nº Álbum 10797 / Lado B / Gênero: Valsa


Meiga flor,
Na luz do teu olhar nasceu,
Um lacrimário de dor,
Porque teu coração,
De pesar reviveu,
O amor,
Que alucinou, teu meigo ser,
Num róseo sonho em flor,
deixando-te no mundo sofrer.

Em fráguas doloridas,
A rolar,
As lágrimas sentidas
Vão levar,
Cheias de suavidade,
Um alívio imenso,
Ao pobre coração,
Que sofre de paixão,
Um pranto torturado,
A correr,
Dois olhos macerados,
De sofrer,
Cheios de poesia,
Dão alívio ao ser,
Que morre de agonia.

Da imensidão do céu a rir,
Suprema luz bendita vi,
Entrelaçar teus olhos,
Perdidos de afeto,
E os anjos liriais meu bem,
Em cantos divinais no além,
Glorificando a dor,
Do teu sonho dileto,
O teu olhar porém chorou,
Serena a luz enfim ficou,
Rebrilhando,
Em ditosa ternura,
Teu coração sossegou,
Doce amor,
Bem feliz de ventura.
Postar um comentário