sexta-feira, 11 de agosto de 2006

Sozinha

Lupícinio Rodrigues
Sozinha (samba-canção, 1963) - Lupicínio Rodrigues

Disco LP / Título: Sozinha / Autoria: Rodrigues, Lupicínio, 1914-1974 (Compositor) / Jamelão, 1913-2008 (Intérprete) / Imprenta [S.l.]: Continental, 1972 / Nome do Álbum: Jamelão Interpreta Lupicínio Rodrigues / Nº Álbum SLP-10075 (1-01-404-012) / Lado A / Faixa 3 / Gênero musical: Samba canção /
Tom: G  

G7M   G#º   Am9
    Vivia sozinha,
              D7/9              Bm7
Num ranchinho velho, feito de sopapo,
                Em7                    Am9
o seu rádio de noite era o canto de um sapo,
                D7/9               Bm7/b5 E7
sua cama uma esteira estendida no chão.
       Am9            D7/9                 Bm7
Sua refeição era um bocado de charque e farinha,
               Em7               Am7
pois nem prá comer a coitada não tinha,
            D7/9              F E7
sequer no café, um pedaço de pão.

               Am9
Levei pro meu sítio,
              D7/9                   Bm7
troquei por cetim os seus trapos de chita,
             Em7                Am7
até prá "marvada" se ver mais bonita
                D7/9                 F E7
pus luz no seu quarto, invés de candeeiro.
             Am9               D7/9                Bm7
E só por dinheiro, sabem o que fez essa ingrata mulher?:
               Em7                 Am7
fugiu com o doutor que eu mesmo chamei
                D7/9       D7/b9     G7M  G7/9
e paguei prá curar os seus bichos-de-pé.

            C7M
Assim me falou
           C#º                G6/9
um pobre matuto, coitado, chorando
        E7/9                Am9
em seu desespero foi me ensinando,
               D7/9      D7/b9      G7M  G#º
que em todo lugar mulher sempre é mulher.
             Am9               D7/9               Bm7
Se pede uma flor e a gente lhe dá ela exige uma estrela
          Em7            Am7
e se por acaso ela não obtê-la
                D7/9   D7/b9        G7M G7/9
se vai com o primeiro homem que lhe der.

            C7M                             G7M Cm6 G6/9
Assim me falou.... (até) .... homem que lhe der.
Postar um comentário