terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Ai amor

Bahiano
Ai amor (marcha/carnaval, 1921) - Freire Júnior - Intérprete: Bahiano



Almofadinha
Gente pronta sem vintém
Anda chique bem na linha
Não diz donde o cobre vem

É arrojado
Só tem lábias
E cantigas
Sem vergonha, malcriado
Não respeita as raparigas

Ai amor
Ai ó flor
Não me faças sofrer assim
Este mal que não tem mais fim

Melindrosinha
Moça chique e vaporosa
Elegante e bonitinha
Perfumada como a rosa

Namoradeira
Com vontade de casar
Os botões de laranjeira
Nos dão muito que pensar

Moço bonito
É rapaz descolocado
Que por processo esquisito
Anda chique e perfumado

Este tratante
Dó, ré, mi sabe tocar
Intitula-se estudante
Para as moças embrulhar
Postar um comentário