sexta-feira, 14 de abril de 2006

Paulo Coelho

Formado em direito, Paulo Coelho não chegou a exercer a profissão, tornando-se professor de criatividade no Rio de Janeiro e em Mato Grosso. Freqüentou o curso de comunicação da Walt Whitman School, em Maryland, E.U.A., e foi redator do jornal carioca Diário de Notícias.

Procurado por Raul Seixas, quando fazia uma revista de realismo fantástico, tornaram-se amigos e parceiros em várias composições, das quais a primeira foi Loteria de Babilônia, incluída no LP Phono 73; outras cinco foram incluídas no primeiro LP de Raul Seixas, em 1973: Al Capone, Rockixe, Cachorro urubu, As minas do rei Salomão, A hora do trem passar.

Nos LPs seguintes de Raul Seixas, também participou como letrista. Em 1974 passou a trabalhar com Rita Lee em músicas para o seu LP Fruto proibido, da Som Livre, lançado em 1975. A convite de Roberto Menescal, ainda em 1975, foi trabalhar no setor de serviços criativos da Phonogram. Fez parcerias também com Fábio Júnior e foi colaborador do jornal carioca O Globo e da Folha de São Paulo.

Seus sucessos como letrista incluem Sandra Rosa Madalena, gravada na década de 1970 por Sidney Magal, e Arrombou a festa, lançada em 1977 por Rita Lee. A partir do final da década de 1980, publicou romances de inspiração esotérica, entre os quais Diário de um Mago (1987), O Alquimista (1988), pela Editora Rocco, e O Monte Cinco (1996).


Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e Publifolha, SP, 1998.
Postar um comentário