sexta-feira, 14 de abril de 2006

Rita Lee


Rita Lee Jones, cantora, compositora e instrumentista, nasceu em São Paulo no dia 31 de dezembro de 1947. Desde criança conviveu com a música, pois sua mãe tocava piano. Sem ter aprendido a tocar nenhum instrumento, aos dezoito anos formou um conjunto com mais quatro garotas, as Teen Age Singers, que participavam de shows e de festas colegiais.

Descobertas pelo cantor Tony Campello, passaram a fazer coro para as gravações dos Jet Blacks, Demetrius e Prini Lopez. Depois de conhecer Arnaldo Dias Batista, que tinha um conjunto, o Wooden Faces, começou a aprender contrabaixo, integrando mais tarde o grupo, que passou a se chamar Six Sided Rockers. Com a saída de três elementos, mudaram o nome para O Conjunto, gravando um compacto com o rock Suícida (com Arnaldo e Sérgio Dias Batista).

rita07
Rita Lee no Rock in Rio, em 1984.

Em 1966 estrearam no programa O Pequeno Mundo de Ronnie Von, já com o nome de Os Mutantes. Em 1969 gravou seu primeiro LP individual, Build-up, pela Philips, sem deixar entretanto suas atividades no grupo, ao qual permaneceu ligada até 1972. Nesse ano, gravou seu segundo LP individual, Hoje é o primeiro dia do resto de sua vida, pela PhiIips.

No ano seguinte apresentou-se no show Phono 73, em dupla com a guitarrista e compositora Lúcia Turnbull, e formou o conjunto Tutti Frutti, com Lúcia e outros músicos, montando o show Tutti Frutti, dirigido pelo dramaturgo Antônio Bivar.

Em 1974 o novo grupo lançou o LP Atrás do porto tem uma cidade, pela Philips. Ainda nesse ano realizou um show no Teatro Teresa Raquel, no Rio de Janeiro, e percorreu o Brasil apresentando o disco. No ano seguinte, sem Lúcia Turnbull, o Tutti Frutti gravou seu segundo LP, Fruto proibido, na Som Livre, com as músicas de um show realizado em várias regiões do país.

Em 1977 o Tutti Frutti se desfez; gravou então, com Gilberto Gil o LP Refestança (Som Livre) incluindo suas parcerias com o compositor É proibido fumar, Refestança, De leve (versão de Get back, dos Beatles).

No final da década de 1970 e início da de 1980, com um estilo pop-rock característico, lançou seus maiores sucessos. Em 1979 passou a ter como parceiro o músico Roberto de Carvalho; lançaram o LP Rita Lee (Som Livre), com Doce vampiro, Chega mais e Mania de você, estas duas da dupla.

rita13

Em 1980 atingiu enorme sucesso com o LP Rita Lee, que incluiu, entre outras, Lança perfume e Caso sério, ambas em parceria com Roberto de Carvalho, além de Ôrra meu! e Baila comigo. Ainda no início dos anos de 1980, gravou Joujou e balangandãs, ao lado de João Gilberto.

Em 1982 lançou o LP Rita Lee & Roberto de Carvalho (Som Livre), que incluía os sucessos Flagra e Cor-de-rosa-choque, além da homenagem a João Gilberto, Brasil com S, todas composições da dupla. Em 1983, o LP Bombom, todo em parceria com Roberto de Carvalho, obteve grande repercussão. Nesse mesmo ano, realizou tournée por todo o Brasil, dando início aos mega-shows.

rita12

Em 1987 transferiu-se para a EMI, lançando o LP Flerte fatal. Em 1988 participou do filme Dias melhores virão, com Cacá Diegues, e gravou o LP Zona zen, sem muita repercussão.

Em 1992 fez sozinha o show e o LP Bossa and Roll, em que se aventurou pela bossa nova mas, em 1995, retornou ao rock debochado e apresentou o espetáculo A marca da Zorra, em parceria com Roberto de Carvalho. Em 1996, foi homenageada por Ná Ozzetti, que gravou o CD Lovelee Rita, só com suas músicas.

Em maio de 1997 recebeu o Prêmio Sharp de personalidade da música brasileira, pelo conjunto de sua obra tornando-se a primeira mulher a ganhar este prêmio. Em julho de 1997 lançou seu vigésimo sexto disco, Santa Rita de Sampa, pela Polygram.

Algumas músicas

Nenhum comentário: