segunda-feira, 10 de julho de 2006

Cielito lindo

Don Quirino Mendoza
"Cielito Lindo" é uma popular canção rancheira do México, escrita em 1882 por Quirino Mendoza y Cortés (c. 1859-1957) e dedicada a Catalina Martínez, sua futura noiva e esposa. Normalmente tocada por mariachis, foi gravada por vários artistas, que vão de Pedro Infante a Placido Domingo. Infante a cantou no filme Los Tres García.

A melodia foi usada como base para uma popular canção inglesa chamada You, Me and Us, que se tornou um sucesso de Alma Cogan no Reino Unido em 1957. Também foi adaptada por Sebastian Yradier, e Neil Wilson criou uma outra versão no idioma Inglês com o nome de Celestial Night, gravada por Bing Crosby e outros.

Outra música tradicional e popular, homônima, conhecida como "Cielito Lindo Huasteco" de La Huasteca no México, foi gravada por quase todos os grupos musicais huastecos, inclusive os mariachis executam ambas as versões.

Nas últimas décadas, vem sendo amplamente divulgada como tema para os mexicanos, em especial em eventos internacionais, como a Copa do Mundo.

Cielito lindo (ranchera, 1882)- Quirino Mendoza y Cortés (Canções latinas) - Interpreta: Pedro Infante



Intro + Solo: E A B7/F# E B7/F# E 

E    
Ese lunar que tienes, cielito lindo, 
           B7/F# 
junto a la boca, 
no se lo des a nadie, cielito lindo, 
             E 
que a mí me toca. 
_________________________________ 
            A    B7/F#        E 
Ay, ay, ay, ay,  Canta y no llores     
                   B7/F# 
Porque cantando se alegran,        Estribilho ( 2 x ) 
                       E 
Cielito lindo, Los corazones. 
_________________________________ 

Solo: E B7 E 

E                             B7/F# 
De la sierra morena, vienen bajando  
                                                E 
Un par de ojitos negros, cielito lindo de contrabando  
                        B7/F# 
Ay ay ay ay ay Vienen bajando  
                                                E 
Un par de ojitos negros, cielito lindo de contrabando  
                                       B7/F# 
Y a las morenas quiero, desde que supe que  
                            E 
Morena es la virgen de Guadalupe  
                               B7/F# 
Ay ay ay ay ay  Es bien sabido que  
                             E 
Amor de morena, nunca es fingido.  

Repete ESTRIBILHO ( 1 x ) 

Nenhum comentário: