domingo, 30 de julho de 2006

Divina comédia humana

Belchior
Intro: A E

F#m             
Estava mais angustiado
                     G#m
que um goleiro na hora do gol 
F#m                   A                   E
Quando você entrou em mim como um Sol no quintal
F#m                                        G#m
Aí um analista amigo meu disse que desse jeito
Não vou ser feliz direito
         F#m                     A                        E
Porque o amor é uma coisa mais profunda que um encontro casual
F#m                                       G#m
Aí um analista amigo meu disse que desse jeito
Não vou viver satisfeito
         F#m                     A                       E
Porque o amor é uma coisa mais profunda que um transa sensual
   F#m                  
Deixando a profundidade de lado
                   G#m      
Eu quero é ficar colado à pele dela noite e dia
         F#m                   A                           E
Fazendo tudo de novo e dizendo sim à paixão morando na filosofia
    F#m                         G#m
Eu quero gozar no seu céu, pode ser no seu inferno
 F#m                     A                 E
Viver a divina comédia humana onde nada é eterno
 F#m                                         G#m
Ora direis, ouvir estrelas, certo perdeste o senso
Eu vos direi no entanto:
          F#m                             A
Enquanto houver espaço, corpo e tempo e algum modo de dizer não
    E
Eu canto

Nenhum comentário: