domingo, 30 de julho de 2006

Galos, noites e quintais


Belchior

Tom: E
Intro: A   E   (A  F#m)   E4/7   E


   E
Quando eu não tinha o olhar lacrimoso
     F#
Que hoje eu trago e tenho
  A7
Quando adoçava o meu pranto e o meu sono
       E                 E7
No bagaço de cana de engenho
E
Quando eu ganhava esse mundo de meu Deus
            F#
Fazendo eu mesmo o meu caminho
A7
Por entre as fileiras do milho verde que ondeiam
        E                    E7
Com saudades do verde marinho
    A
Eu era alegre como um rio
    F#m
Um bicho, um bando de pardais
          Bm7         E7
Como um galo, quando havia
              Bm7                 E7
Quando havia galos, noites e quintais
     A
Mas veio o tempo negro e a força fez
   F#m
Comigo o mal que a força sempre faz
     Bm7                    E7
Não sou feliz, mas não sou mudo
                     (A   F#m)
Hoje eu canto muito mais

Nenhum comentário: