segunda-feira, 29 de maio de 2006

Gostinho de saudade

João Pacífico
Gostinho de saudade - Piraci e João Pacífico

Me dá licença
Estou chegando lá do mato
Moro longe desse asfalto
Atrás da serra é o meu rincão
Lá onde eu moro não existe luz na rua
Moro onde nasce a lua
Que tem nome de serão
E não reparem na minha simplicidade
A grande felicidade
Foi nascer neste lugar
Eu sou herança
Deu um São Paulo ainda menino
Que tem o café mais fino
Do mais rico paladar
Ainda conservo o mesmo rancho
E a moeda
E aquela linda fazenda
Desde que ela se formou
O cafezal
Que acompanha esta riqueza
Guardo bem esta grandeza
Que meu velho pai deixou
Deixou pra mim
Aquela terra abençoada
Toda verdinha plantada
Verdadeira raridade
E um torrador
E seu antigo moinho
Eis porque meu cafezinho
Tem gostinho de saudade


Nenhum comentário: