segunda-feira, 29 de maio de 2006

Vaca Estrela e Boi Fubá


Vaca Estrela e Boi Fubá - Patativa do Assaré - Intérprete: Fagner

LP Raimundo Fagner / Título da música: Vaca Estrela e Boi Fubá / Patativa do Assaré (Compositor) / Fagner (Intérprete) / Gravadora: CBS / Ano: 1980 / Álbum: 230040 / Lado B / Faixa 5 / Gênero musical: Regional / Sertanejo


Tom: D 

D                  A7
Seu dotô me dê licença
                         D
Pra minha história eu contá
                            A7
Se hoje estou em terra estranha
                       D
E é bem triste o meu pená
                     A7
Mas já fui muito feliz
                  D
Vivendo no meu lugá
                 A7
Eu tinha cavalo bão
                D                 G
Gostava de campiá e todo dia aboiava
 F#m7  Em   A7   D
Na portera do currá

(refrão)
A7     D  A7    D
Eh eh há  eh eh há
          G          F#m7
Eh eh eh eh vaca estrela
       Em   A7    D  A7 D
Oh oh oh oh boi fubá

                   A7
Eu sô fio do nordeste
                   D
Não nego  meu naturá
                  A7
Mas uma seca medonha
                   D
Me tangeu de lá prá cá
                     A7
Lá eu tinha meu gadinho
                    D
Num é bão nem maginá
                    A7
Minha bela vaca estrela
                     D
E o meu lindo boi fubá
                     G
Quando era de tardinha
F#m7   Em   A7  D
Eu começava aboiá

(repete refrão)
                 A7
Aquela seca medonha
                  D
Fez tudo se trapaiá
                       A7
Não nasceu capim no campo
                  D
Pra o gado sustentá
                 A7
O sertão esturricou
               D
Fez o açude secá
                       A7
Morreu minha vaca estrela
                   D
Se acabou o boi fubá
                        G
Perdi tudo o que eu tinha
F#m7  Em   A7     D
Nunca mais pude aboiá

(refrão)
    D                 A7
E hoje nas terras do sul
                   D
Longe do torrão natá
                    A7
Quando vejo em frente
               D
Uma boiada passá
                     A7
As águas corre dos óio
                  D
Começo logo a chorá
                    D
Me lembro do boi fubá
                     G
Com sodade do nordeste
 F#m7   Em   A7  D
Dá vontade de aboiá

(refrão)
Postar um comentário