segunda-feira, 29 de maio de 2006

Trem do Pantanal


Em 1975 Geraldo Roca e Paulo Simões moravam no Rio de Janeiro mas viajavam para Santa Cruz de la Sierra, Bolívia, numa cabine dormitório do Trem do Pantanal da NOB que ia até Corumbá, e dali embarcaram no chamado Trem da morte boliviano. Durante essa viagem tiveram a ideia de compor a canção, que não chamaram inicialmente "Trem do Pantanal", deram um titulo provisório de "Trilhos da Terra", mas com a fama mundial do Pantanal convenientemente o título definitivo ficou como "Trem do Pantanal". Só compuseram a primeira estrofe nessa viagem, em meia hora de trabalho, conforme várias entrevistas que Roca deu a Internet. 

 O ambiente da viagem, a angústia da fuga da Ditadura, os induziu a compor essa canção, conforme as próprias palavras de Roca em entrevistas, as referências a "mais um fugitivo da guerra" na música são porque Paulinho fugia dos militares do Golpe de Estado de 1964, que tinham atacado a célula do PCB no Rio de janeiro a qual Paulinho frequentava em 1975 - apesar de tão jovem, na época os dois eram adolescentes com aproximadamente 17 anos. Nessa época nem faziam shows nem eram famosos, só tocavam em casa e com amigos, mas a partir de 1976 começaram a lutar por sua divulgação, por shows, etc. 

No início de suas carreiras se apresentaram num festival no Mato Grosso do Sul, com a música "Trem do Pantanal", mas ela foi desclassificada porque foi acusada de subversiva pelas palavras "mais um fugitivo da guerra", que se referiam a "fugitivo da Ditadura", segundo o entendimento dos jurados. Eles só souberam do motivo da desclassificação muitos anos depois pois a referencia à Ditadura Militar era bem velada (Fonte: Wikipédia).

Trem do Pantanal (1975) - Geraldo Roca e Paulo Simões - Intérprete: Diana Pequeno

LP Sinal de Amor / Título da música: Trem do Pantanal / Paulo Simões (Compositor) / Geraldo Roca (Compositor) / Diana Pequeno (Intérprete) / Gravadora: RCA Victor / Ano: 1981 / Álbum: 103.0410 / Lado B / Faixa 1 / Gênero musical: Regional / Sertaneja

E                            G#
Enquanto este velho trem atravessa o pantanal
C#m                 Bm    E7       A
As estrelas do cruzeiro fazem um sinal
        E                 G#
De que esse é o melhor caminho
        C#m     C
Pra quem é como eu
          F#m        B7 E
Mais um fugitivo da guerra
E                            G#
Enquanto esse velho trem atravessa o pantanal
C#m                 Bm          E7         A
O povo lá de casa espera que eu mande um postal
  E                  G#            C#m C
Dizendo que eu estou muito bem e vivo
        F#m            B7  E    B5+/7
Rumo à Santa Cruz de La Sierra
E                            G#
Enquanto este velho trem atravessa o pantanal
C#m              Bm          E7  A
Só meu coração está batendo desigual
      E               G#    C#m     C
Ele agora sabe que o medo viaja também
       F#m                B7 E
Sobre todos os trilhos da terra
       F#m              B7  E
Rumo a Santa Cruz de La Sierra
Postar um comentário