segunda-feira, 29 de maio de 2006

Empreitada perigosa


Empreitada Perigosa (1972) - Moacir dos Santos e Jacozinho - Intérprete: Jacó e Jacozinho

LP Terra Bruta / Título da música: Empreitada Perigosa / Moacir dos Santos (Compositor) / Jacozinho (Compositor) / Jacó e Jacozinho (Intérprete) / Gravadora: Caboclo/ Continental / Ano: 1972 / Álbum: CLP 9146 / Lado A / Faixa 1 / Gênero musical: Regional / Sertanejo


Introdução: A7, D7, G

D
Já derrubamos o mato, terminou a derrubada
Agora preste atenção, meus "amigo e camarada
       E
Não posso levar "voceis" pra minha nova empreitada
     A                                  D
Vou pagar tudo que devo e sair de madrugada

Introdução

D
A minha nova empreitada não tem mato e nem espinho
Ferramentas não preciso guarde tudo num cantinho
   E
Preciso de um cavalo, bem ligeiro e bem mansinho
    A
Preciso de muitas balas e um "colte" cavalinho
Introdução:

D
Eu nada tenho a perder, pra minha vida eu não ligo
Mesmo assim eu peço a Deus que me livre do inimigo
        E
A empreitada é perigosa sei que vou correr perigo
     A
É por isso que eu não quero nem um de "voceis" comigo
Introdução:

D
Eu vou roubar uma moça de um ninho de serpente

Ela quer casar comigo a família não consente
        E
Já me mandaram um recado "tão" armado até os dentes
      A                             D
Vai chover bala no mundo se "nóis" topar frente a frente
Introdução:
          D
Adeus, adeus preto velho, Zé Maria e Serafim
Adeus, adeus Paraíba, Mineirinho e "Seu" Joaquim
      E
Se eu não voltar amanhã, pode até rezar pra mim


Mas se tudo der certinho a menina tem que vim...

Intro Final:

D|------12h
A|------12h


F#|----1-12h
D|--2-2-12h
A|--4---12h

Postar um comentário