quarta-feira, 10 de maio de 2006

Zé Marmita

Marlene
O tema de "Zé Marmita" pode ser definido como "um dia na vida de um trabalhador". Em apenas duas estrofes este samba focaliza as agruras do cotidiano de um operário que, apesar de tudo, "Esquece a vida num bate-bola de meia".

Num apreciável poder de síntese, o compositor Luís Antônio chega a usar no verso "Zé Marmita vai e vem" essa expressão com um duplo significado: o fato de diariamente o protagonista ir e vir do trabalho pendurado na porta do trem, e sua perigosa situação de pingente, que se balança, para lá e para cá, precariamente equilibrado no lado de fora do vagão.

Além de "Zé Marmita", Luís Antônio é co-autor de outras composições que demonstram alguma preocupação social, como "Lata d'água", "Barracão" e "Sapato de pobre".

Zé Marmita (samba/carnaval, 1953) - Luiz Antônio e Brasinha - Intérprete: Marlene

Gravação original: Disco 78 rpm / Título da música: Zé marmita / Brazinha (Compositor) / Luiz Antônio (Compositor) / Marlene (Intérprete) / Orquestra (Acompanhante) / Zimbres (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Continental, Indefinida / Nº Álbum: 16670 / Gênero musical: Samba.



Quatro horas da manhã
Sai de casa o Zé Marmita
Pendurado na porta do trem
Zé Marmita vai e vem

Numa lata, Zé Marmita
Traz a bóia
Que ainda sobrou do jantar
Meio-dia Zé Marmita
Faz o fogo para comida esquentar

E o Zé Marmita
Barriga cheia
Esquece a vida
Numa bate-bola de meia



A Canção no Tempo - Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello - Vol. 1 - Editora 34
Postar um comentário