quarta-feira, 26 de julho de 2006

Soneto

Chico Buarque
Tom: E

    E7+/9                     D#m7/5- G#7/5+
Por que me descobriste no abando......no?
    C#m7/9         C#m7+/9       G#m7/5- G7/5-
Com que tortura me arrancaste um bei.....jo?
    F#m5+         F#m6      F#7    F#7/13
Por que me incendiaste de dese.....jo
       F#m   F#m7+    F#m7  B7/9         E9+
Quando eu           estava  bem morta de sono?
    E7+/9                     D#m7/5- G#7/5+
Com que mentira abriste meu segre.....do?
   C#m7/9        C#m7+/9    G#m7/5- G7/5-
De que romance antigo me roubas.....te?
    F#m5+       F#m6        F#7     F#7/13
Com que raio de luz me iluminas.....te
       F#m   F#m7+    F#m7  B7/9         E9+
Quando eu           estava  bem morta de medo?
    E7+/9                     D#m7/5-  G#7/5+
Por que não me deixaste adormeci.......da?
  C#m7/9         C#m7+/9        G#m7/5-  G7/5-
E me indicaste o mar, com que navi.......o?
  F#m5+       F#m6          A#m7/5-   D#7/9+
E me deixaste só, com que saí.........da?
    B7+             F7           Bb7+   A7
Por que desceste ao meu porão sombrio?
    D7+            B7/9-       Gm6     F#7/13
Com que direito me ensinaste a vida
       F#m   F#m7+    F#m7  B7/9         E9+
Quando eu           estava  bem morta de frio?
Postar um comentário