quarta-feira, 26 de julho de 2006

Tanto amar

Chico Buarque
C               G/B     Gm/A#
Amo tanto e de tanto amar
                  F/A  A7
Acho que ela é bonita
              D4/7     D7
Tem um olho sempre a boiar
  F/A         G/B
E outro que agita
 C              G/B   Gm/A#             F/A
Tem um olho que não está, meus olhares evita
                 D4/7   D7 F/A G/B C
E outro olho a me arregalar sua pepita
            E7    Am7
A metade do seu olhar
                   C7      F
Está chamando pra luta, aflita
                 G7     F     G7
E metade quer madrugar na bodeguita
C               G/B    Gm/A#
Se seus olhos eu for cantar
                 F/A A7
Um seu olho me atura
                      D7      F        G7
E outro olho vai desmanchar toda a pintura
C         G/B Gm/A#             F/A
Ela pode rodopiar e mudar de figura
 A7         D4/7 D7    F      G7  C
A paloma do seu mirar virar miúra
             E7       Am7
É na soma do seu olhar
                 C7          F
Que eu vou me conhecer inteiro
                  G7          F      G7
Se nasci pra enfrentar o mar ou faroleiro
 C               G/B   Gm/A#
Amo tanto e de tanto amar
                F/A   A7
Acho que ela acredita
                 D4/7  D7   F        G7
Tem um olho a pestanejar e outro me fita
C                      G/B
Suas pernas vão me enroscar
Gm/A#        F/A
Num balé esquisito
  A7                D4/7  D7    F/A   G/B    C
Seus dois olhos vão se encontrar no infinito
                E7        Am7
Amo tanto e de tanto amar
                 C7   F
Em Manágua temos um chico
                G7
Já pensamos em nos casar
 A    G7  C
Em Porto Rico
Postar um comentário