domingo, 4 de junho de 2006

Eu sei que vou te amar

Elza Laranjeira
Lançada no elepê Por toda a minha vida, da marca Festa, este samba-canção (mais canção do que samba), altamente romântico, era interpretado pela cantora de formação lírica Lenita Bruno, mulher do maestro-arranjador Leo Peracchi.

Porém, a melhor das 24 versões de “Eu Sei que Vou te Amar”, lançadas só no ano de 1959, seria a de Elza Laranjeira, uma paulista pouco conhecida no resto do país. Companheira de Agostinho dos Santos, Elzinha era dona de uma voz doce, de afinação irretocável. Morta em 1986, foi por muito tempo, com Isaura Garcia, a mais destacada cantora do elenco fixo da rádio e TV Record que, ao lado de Neide Fraga, Dircinha Costa e Alda Perdigão, era escalada nos musicais de rotina das duas emissoras.  Mas, voltando à canção, a espantosa quantidade de gravações realizadas no ano de seu lançamento dá uma idéia da reação positiva do meio artístico ao repertório de alto nível composto pela dupla Tom e Vinicius, nos meses seguintes a sua formação.

“Eu Sei que Vou te Amar” é uma composição standard (lembra ligeiramente a canção “Dancing in the Dark”, de Schwartz e Dietz) em duas partes, nas quais os oito primeiros compassos têm melodia idêntica, encaminhada, porém, por meio de uma sutil alteração harmônica, a diferentes arremates.

Entretanto, o ponto alto da canção é a letra: “Eu sei que vou te amar / por toda a minha vida eu vou te amar / em cada despedida eu vou te amar / desesperadamente, eu sei que vou te amar.”

Seu romantismo exacerbado remete a alguns sonetos de Vinícius, que embalaram declarações de amor de toda uma geração. Não foi, assim, por acaso que, na versão de grande êxito criada em 1972 por Maria Creuza, Toquinho e Vinícius, o poeta incorporou em contraponto à voz da cantora uma enlevada declamação do “Soneto de Fidelidade”. Por tudo isso, pode-se concluir que “Eu Sei que Vou te Amar” é mais uma canção de Vinícius do que de Tom Jobim, sem demérito para o maestro.

Eu sei que vou te amar (samba-canção, 1959) - Tom Jobim e Vinícius de Moraes - Intérprete: Elza Laranjeira.



(intro) E9  C#°  Em7/b5  Bbm6  F#m7/b5  F7+  C7+  G7/b9

C7+
 Eu    sei que vou te amar
 C#º                 Dm7
Por toda a minha vida
                G7/5+
Eu vou te amar
G7              Gm7               C7/9
Em cada despedida eu vou te amar
             F7+                    Bb7/b5
Desesperadamente eu sei que vou te amar
  Em    C#º    Dm7  G7/5+ G7  Em7/b5  A7/5+
E cada verso meu será      pra te    dizer
       D7/9
Que eu sei que vou te amar
    G7/5+      G7
Por toda minha vida

   C7+
Eu sei que vou chorar
 C#º           Dm7               G7/5+
A  cada ausência tua eu vou chorar
G7             Gm7              C7/9
Mas cada volta tua há de apagar
                     F7+      Bb7/b5
O que esta ausência tua me causou
   Em                 C#º
Eu sei que vou sofrer
               Em5-/7
A eterna desventura de viver
A7/5+ A7      Dm7/9
A es..pera de viver ao lado teu
G7/5+  G7           C7+
Por toda a minha vida.

Eu sei que vou sofrer
               Em5-/7
A eterna desventura de viver
A7/5+ A7      Dm7/9
A es..pera de viver ao lado teu
G7/5+  G7           C7+   G7/b9
Por toda a minha vida.
Postar um comentário