terça-feira, 18 de julho de 2006

Já era tempo

Em 1961, o compositor Ary Barroso (foto) adoeceu de cirrose hepática e foi viver em um sítio em Araras, Rio de Janeiro. Em 1962, parcialmente restabelecido, retomou seu programa na TV Tupi, 'Encontro com Ary', transmitido aos domingos. Desse ano são suas composições, em parceria com Vinícius de Moraes, "Em noite de luar", "Mulata no sapateado", "Rancho das namoradas" e "Já era tempo". Ângela Maria lançou essa última em compacto duplo RCA Victor desse mesmo ano, intitulado "Ângela Maria canta Ary e Vinícius".

Já era tempo (samba, 1962) - Ary Barroso e Vinícius de Moraes - Interpretação de Ângela Maria -
Tom: Am
Am7           Dm7        E7
Já era tempo de você voltar
Am7   Am/G         Bm7/-5   E7
Me beijar,       e  esquecer
Am7              Em7           Gb7
Já era mais que tempo de você refletir
E7            Am7
Que as palavras muitas vezes
E7         Am7   E7         Am7  Bb7/9
Não provém do coração/    Do coração 

Am7          Dm7              E7
Já fazem meses que você, meu bem
Am7     Am/G Bm7/-5  E7
Disse adeus,      partiu
Am7            Em7                 Gb7
Já era tempo de você chegar,   como eu
E7  Dm7    Am7   E7             Am7
Com os olhos   rasos dágua    mas sem mágoa 

Em7        A9-              D7+
Triste de quem tem e vive à toa
F/G          G7              C7+
Triste de quem ama e não perdoa
Bm7/-5      E7                Am7           B7
Ai de quem não cede e de quem sempre tem razão
                           E7
Ninguém sabe mais que o coração 

Am7
Por isso eu peço
Dm7       E7             Am7  Am/G  Bm7/-5 E7
Volta aos braços meus,   sem   adeus /  Só perdão
Am7                 Em7                 Gb7
Porque na hora em que você chegar,  como eu
E7              Am7      E7      Am7
Com os olhos rasos dágua   mas sem mágoa
F7+        E7             Am7
Primeiro eu vou fingir espanto
F7+     E7              Am7   D7/9  Am7
Depois sorrir banhada  em pranto 

Nenhum comentário: