quarta-feira, 10 de maio de 2006

João Valentão

Tipos da vida real inspiraram vários personagens que habitam as canções de Dorival Caymmi, como o amigo Zezinho ("Maracangalha"), a anônima dançarina de frevo ("Dora") e o pescador Carapeba, modelo de "João Valentão".

Com um prólogo em andamento rápido e duas partes lentas, em ritmo de samba-canção, esta composição retrata a figura de João Valentão, um sujeito rude, brigão, mas que também tem seus momentos de amor e ternura.

Uma peça tipicamente caymmiana, "João Valentão" ostenta versos do mais puro lirismo como os que encerram a segunda parte: "E assim adormece esse homem / que nunca precisa dormir pra sonhar / porque não há sonho mais lindo / do que sua terra / não há".

João Valentão (samba, 1953) - Dorival Caymmi

Disco 78 rpm / Título da música: João Valentão / Autoria: Caymmi, Dorival, 1914-2008 (Compositor) / Caymmi, Dorival, 1914-2008 (Intérprete) / Orquestra (Acompanhante) / Borba, Osvaldo (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Odeon, 28/05/1953 / Nº Álbum 13478 / Lado B / Lançamento: 08/1953 / Gênero musical: Samba canção /
Tom: G

Intro:  Am7 F#7/13 G7/13 F7/13 G7/13

G7/13             F7/9
João Valentão é brigão
     Ab7/13
Pra dar bofetão
          Am7          D7/9     Am7 D7/9
Não presta atenção e nem pensa na vida
Am7    D7/9    Am7  D7/9
A todos João intimida
  Am7         D7/9     Am7 D7/9
Faz coisas que até Deus duvida
Am7        D7/9      Am7 G7/13 F#7/13
Mas tem seu momento na vida


G7+                F7/9
É quando o sol vai quebrando
E7/9         Am7             D7/9
Lá pro fim do mundo pra noite chegar
Am7                    D7/9
É quando se ouve mais forte
          Bm7              E7/9-
O ronco das ondas na beira do mar
Am7               C#m5-/7   F#5+/7
É quando o cansaço da lida da vida
Bm5-/7          E7/9-
Obriga João se sentar
Am7                  D7/9
É quando a morena se encolhe
           Am7            D7/9  F7/9
Se chega pro lado querendo agradar
   Bb7+      Cm7
Se a noite é de lua
 Dm7      G5+/7    Cm7
A vontade é contar mentira
       F7/9
É se espreguiçar
Cm7                F7/9
Deitar na areia da praia
                Dm7  Cm7       Bb7+
Que acaba onde a vista não pode alcançar
Eb7+                Em7/9
E assim adormece esse homem
  A7     Dm5-/7             G5+/7
Que nunca precisa dormir pra sonhar
Cm7
Porque não há sonho mais lindo
F7/9                 Bb7+
Do que sua terra, não há


Fonte: A Canção no Tempo - Vol. 1 - Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello - Editora 34.

Nenhum comentário: