terça-feira, 18 de julho de 2006

Estrada de Santana

Fagner
Tom: A  

Intro: C#m  G#m  A  C#m  F#  B7  C°

        C#m        B7        E
Quem ouviu o passarinho cantar
        G#m
Ao meio dia no silêncio de um
   C#m C#7
lugar
  F#m        B7    C°  C#m
Sózinho e sózinho esperou
      C#m/B  A7
Que a noite trouxesse
                  G#m
A esperança de um sonho

          F#m       G#7
E a companhia do lugar
D/E
Sabe o tamanho da estrada que há
E7
frente desaparece no mato sem fim
cada braço de riacho engana
traz na agua uma cantiga assim, 
assim eu sei felicidade
  F#              B7
Não posso te encontrar
      C°              C#m
Eu te quero, eu te espero
        B7                   A
Mas sou eu que não posso voltar
G#m  F#m  G#m

D/E
Não não não posso
                      E7
A estrada velha de Santana
C#m
Não não não quero
      G#m
O cemitério do Alecrim
A                       C#m  F#
 Cada braço do riacho engana
                            B7
Traz na água uma cantiga assim
C°       C#m       B7        E
 Quem ouviu o passarinho cantar
 C#m                       G#m  A#m5-/7 A5-/7 G#m5-/7 G7(5-) F#m7
 Desaparece num mato sem fim
A                                      C#m
 Sem jamais entender o que alguém perdeu
F#                    B7
E perdeu e ficou assim
                        E
Assim eu sei felicidade

Nenhum comentário: