sábado, 22 de julho de 2006

Você passa, eu acho graça



Você passa, eu acho graça (samba,1968) - Carlos Imperial e Ataulfo Alves - Interpretação de Clara Nunes


Am                E                       Am
Quis você pra meu amor  / E você não entendeu
                   E                          Am
Quis fazer você a flor / De um jardim somente meu  
                        A                         Dm
Quis lhe dar toda a ternura / Que havia dentro de mim 
                G                            Am
Você foi a criatura / Que me fez tão triste assim  
 
        E                        Am  
Ah! E agora você passa, eu acho graça  
                 E                        Am
Nessa vida tudo passa  / E você também passou
           E                       Am
Entre as flores / Você era a mais bela
               E                        Am
Minha rosa amarela / Que desfolhou, perdeu a cor
  
Am                  E                        Am
Tanta volta o mundo dá / Nesse mundo eu já rodei 
                  E                          Am
Voltei ao mesmo lugar / Onde um dia eu encontrei
                    A                       Dm 
Minha musa, minha lira, / Minha doce inspiração 
                  G                         Am
Seu amor foi a mentira / Que quebrou meu violão

        E                        Am  
Ah! E agora você passa, eu acho graça  
                 E                        Am
Nessa vida tudo passa  / E você também passou
           E                       Am
Entre as flores / Você era a mais bela
               E                        Am
Minha rosa amarela / Que desfolhou, perdeu a cor

Am                   E                            Am
Seu jogo é carta marcada / Me enganei, não sei porque
                     E                        Am
Sem saber que eu era nada / Fiz meu tudo de você
                 A                        Dm  
Pra você fui aventura / Você foi minha ilusão
                    G                      Am
Nosso amor foi uma jura / Que morreu sem oração  

        E                        Am  
Ah! E agora você passa, eu acho graça  
                 E                        Am
Nessa vida tudo passa  / E você também passou
           E                       Am
Entre as flores / Você era a mais bela
               E                        Am
Minha rosa amarela / Que desfolhou, perdeu a cor
 
 

Nenhum comentário: