segunda-feira, 7 de agosto de 2006

Vitrine



Vitrine (samba-canção, 1958) - Adelino Moreira - Interpretação: Nelson Gonçalves
D     A7         D     
Vi gracioso e sutil   
        B7         Em   B7
Num magazin da cidade
Em              A7       
Numa vitrine infantil 
                    D    A7
Um manequim de verdade
D     A7          D       Am7       D7        G
O seu olhar endeusado   / Era um convite ao amor
           Gm   (D)  (C7) (B7)
Pois tinha cor do pe  ca   do
Em      A7        D    Gb7
Se é que pecado tem cor
  Bm     Gb7      Bm
Quando a vi na vitrine
B7                   Em
De um magazin, tal qual um manequim
Em6              Bm
Floriu em mim o desejo
Bb7               Gb7
De lhe dar um beijo ardente sem fim
 Bm       Gb7      Bm                       B7
Moço, loucura não faça   / Não quebre a vidraça
Em      B7
Ouvi de um senhor
Em      Em6          Bm
Mas não segui seu conselho
Bm/A       Db7        
Quebrei o espelho
Gb7       Bm      A7  (p/repetir)
Sedento de amor      Gb7  Bm  (p/finalizar)

Nenhum comentário: