segunda-feira, 9 de julho de 2007

Namoro em prestação

Luiz Vicentini

E
Eu não me amarro faz tempo, namoro em prestação
B
Guardo uma em cada canto do meu coração

Eu nem sei se ele tem canto, se não tem fica melhor
A E
Então posso dar um beijo em todas de uma vez só.

E é por isso que eu não caso, não crio caso nem filho
E7 A
Não tenho casa, me abrigo nos braços de uma mulher
E
E quando a coisa começa a ficar meio perigosa
B
Mudo logo de conversa, falo só em verso e prosa
A B E B7
E quando ela se descuida eu pico a mula e dou no pé


Postar um comentário