segunda-feira, 9 de julho de 2007

Toda vez que canto

Luiz Vicentini

C
Cantar,
E
Se canto é porque preciso
F
Deixar que minha alma beba
C
Um pouco de cada canto,
G
Um pouco dessa magia,
F
Que habita em cada verso,
C
Confesso que me fascina
G             C
Toda vez que canto.

Expresso todo o sentimento que há,

Que existe em tantas melodias,

Em cada pauta que a orquestra

Com maestria vai compondo

No que ainda resta do silêncio,

A mais bela das sinfonias,

Toda vez que canto,

Toda vez que...
Postar um comentário