domingo, 9 de abril de 2006

Luiz Bonfá


Luiz Bonfá (Luiz Floriano Bonfá), instrumentista, compositor e cantor nasceu no Rio de Janeiro RJ em 17/10/1922. O pai tocava violão, instrumento que começou também a aprender aos 12 anos, de ouvido. Mais tarde, tornou-se aluno do maestro uruguaio Isaías Savio, iniciou-se em música clássica e fez parte da orquestra de violões organizada pelo maestro.

Num concurso para selecionar os seis melhores violonistas no programa Hora do Guri, de Tia Chiquinha, na Rádio Tupi, do Rio de Janeiro, classificou-se em terceiro lugar, executando uma peça do espanhol Francisco Tárrega (1852-1909). Mudou-se para São Paulo SP, onde passou a se interessar por música popular.

Estreou profissionalmente em 1945 como solista de violão e vocalista do Trio Campesino, que se apresentou com sucesso nos cassinos da ilha Porchat, de Santos SP, e de Icaraí, em Niterói RJ. Em 1946 entrou para a Rádio Nacional, do Rio de Janeiro, levado por Garoto, ao lado de quem tocava no programa Clube da Bossa e de quem assimilou grande parte da harmonia moderna.

Nesse ano realizou para a Continental sua primeira gravação, Uma prece e Pescaria em Paquetá (ambas de sua autoria). No mesmo ano, passou a fazer parte do conjunto Quitandinha Serenaders, ao lado de Luís Teles, Francisco Pacheco e Alberto Ruschell. Com a dissolução dos Quitandinha Serenaders, em 1952, passou a atuar sozinho como solista de violão.

Em 1953, Dick Farney gravou suas composições, entre as quais Ranchinho de palha, Perdido de amor, Sem esse céu e Canção do vaqueiro. Foi o violonista na gravação das músicas da peça Orfeu da Conceição, de Vinícius de Moraes, feita em 1956 pela Odeon.

Excursionou pelos E.U.A., em 1956 e em 1959, com a cantora Mary Martin, gravando LPs na etiqueta Atlantic, com elogios da crítica norte-americana pelo seu virtuosismo. A partir de então aderiu à bossa nova, tendo participado do festival realizado no Carnegie Hall, em New York, EUA, em novembro de 1962. Voltou aos EUA para morar durante dois anos - de 1964 a 1966 -, apresentando-se em programas de televisão e em shows em boates, acompanhado da esposa e por vezes parceira, Maria Helena Toledo.

Escreveu músicas para diversos filmes, entre os quais Orfeu do Carnaval (direção de Marcel Camus, 1959), Chico Viola não morreu (direção de Román Vignoly Barreto, 1955) e Os cafajestes (direção de Rui Guerra, 1962).

Suas composições de maior sucesso são De cigarro em cigarro, samba gravado por Nora Ney em 1953; A chuva caiu (com Tom Jobim), toada gravada em 1955 por Ângela Maria; Samba do Orfeu e Manhã de Carnaval (ambas com Antônio Maria), para o filme Orfeu do Carnaval. Esta última, cuja primeira gravação foi de Agostinho dos Santos, tornou-se grande êxito mundial e sua composição mais conhecida, tendo sido regravada em vários países. Classificou, em terceiro lugar, a composição Dia das rosas (com Maria Helena Toledo), no I FIC, da TV-Rio, Rio de Janeiro, em interpretação da cantora Maysa. No II FIC, da TV Globo, em 1967, apresentou Vem comigo cantar e Amada canta (ambas com Maria Helena Toledo).

A partir de 1967, vivendo nos E.U.A., associou-se a Eumir Deodato e voltou-se inteiramente para o jazz. Gravou, entre outros, The new face of Luís Bonfá (1970) e Introspection (1972), este considerado um clássico do violão solo nos E.U.A. Nesta mesma época, participou, com Dom Um Romão, do disco The movie song album de Tony Bennett. Em 1997, a cantora Ithamara Koorax lançou Almost in love/ The Luís Bonfá Songbook, CD dedicado à obra do violonista e compositor, que toca violão em 12 faixas do disco. Ainda em 1997, a canção Correnteza, na voz de Djavan, foi sucesso da novela O Rei do Gado, da TV Globo.

Algumas músicas

Correnteza
De cigarro em cigarro
Dia das rosas
Faça o que quiser
Manhã de Carnaval
Orfeo negro
Perdido de amor
Samba de Orfeu
Sem esse céu

Veja também

Agostinho dos Santos
Alaíde Costa
Aloysio de Oliveira
Baden Powell
Billy Blanco
Bossa Nova, Dicionário da
Bossa Nova, História da
Bossa Nova, mais letras
Cariocas, Os
Carlos Lyra
Chico Feitosa
Edu Lobo
Elizeth Cardoso
João Gilberto
Johnny Alf
Leila Pinheiro
Lula Freire
Maysa
Nara Leão
Newton Mendonça
Roberto Menescal
Ronaldo Bôscoli
Sylvia Telles
Tom Jobim
Vinícius de Moraes

Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e Publifolha.

Nenhum comentário: