terça-feira, 2 de maio de 2006

Renúncia

Nelson Gonçalves
Começando a se projetar em março de 42, com a valsa "Dorme que eu velo por ti", de Roberto Martins e Mário Rossi, o então jovem cantor Nelson Gonçalves se consagraria cinco meses depois com o fox "Renúncia", da mesma dupla.

De quebra, ainda mostraria com sua interpretação que possuía a voz ideal para esse tipo de música. E o curioso é que Nelson não estava interessado em "Renúncia", só a gravando em cumprimento a uma determinação de Vitório Latari, diretor da Victor. Por isso chegou ao estúdio sem conhecer a melodia. Temendo que ele errasse na gravação, a ser realizada após breve ensaio, Roberto Martins gratificou o saxofonista Luís Americano para que antecedesse a entrada do cantor com um solo do tema.

No final saiu tudo certo, nesse prodígio de improvisação, porque o cantor e o conjunto - Luís Americano (sax-alto), Carolina Cardoso de Menezes (piano), Garoto (violão-tenor), Faria (contrabaixo) e Duca (bateria) - eram ótimos. Em dezembro, Nelson voltaria a gravar "Renúncia", desta vez em ritmo de samba, para o carnaval de 43.

Renúncia (fox, 1942) - Roberto Martins e Mário Rossi

Disco 78 rpm / Título da música: Renúncia / Autoria: Rossi, Mário, 1911-1981 (Compositor) / Martins, Roberto (Compositor) / Gonçalves, Nelson, 1919-1998 (Intérprete) / Conjunto (Acompanhante) / Americano, Luiz (Acompanhante) / Regional (Acompanhante) / Imprenta [S.l.]: Victor, 27/05/1942 / Nº Álbum 34948 / Lado B / Lançamento: 08/1942 / Gênero: Fox



A7M--------- Gb7--------- B7
Hoje não existe nada mais entre nós
---Bm7---------- E7---------- A7M
Somos duas almas que se devem separar
-----------------------------E
O meu coração vive chorando e minha voz
---------B7
Já sofremos tanto
-----------Bm7 -------E7--- Bm7 ----E7
que é melhor renunciar

----------------A7M
A minha renúncia
---------------Bb0---------- E7
Enche minh’alma e o coração de tédio
-------------Bm7
A tua renúncia
-----E7 -------------------------A7M
Dá-me um desgosto que não tem remédio

-------------A7
Amar é viver
------------------D7M----------------- Dm7
É um doce prazer embriagador e vulgar
A7M ----------Bm7--- E7---------------- A7M
Difícil no amor ----------é saber renunciar
Dm7 -------------A7M
É saber renunciar


Fonte: A Canção no Tempo - Vol. 1 - Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello - Editora 34.
Postar um comentário