terça-feira, 11 de abril de 2006

Carlos Nobre


Carlos Nobre (Nomar Nobre Chatelairi), cantor e compositor nasceu em Vitória (ES) em 6/6/1934. Filho do maestro Antônio Nobre Filho, desde criança interessou-se por música, participando, aos 12 anos, com seus colegas do Colégio Americano, de Vitória, do conjunto Amantes do Samba. Prosseguiu seus estudos na Academia de Comércio de Vitória e trabalhou como entregador de roupa de uma alfaiataria.

Em 1952 foi servir o Exército no Rio de Janeiro (RJ), onde conheceu Paulo Gracindo e Adelino Moreira, que o incentivaram a seguir a carreira artística. Dois anos depois gravou seu primeiro disco Toada de amor (Peterpan), atuando também em programas das rádios Mayrink Veiga, Mauá, Clube e Nacional, participando do programa de Paulo Gracindo.

Em 1960 recebeu dois troféus Chico Viola por suas interpretações de Amor em serenata (Raul Sampaio e Ivo Santos) e Ciclone (Adelino Moreira), sendo esta última sua gravação de maior sucesso e campeã de vendagem naquele ano.

De suas 15 músicas gravadas, inclusive como intérprete, destacam-se as composições Pressentimento (com Roberto Bittencourt) e Amor desfeito (com Raul Sampaio). Na década de 1970 apresentava-se em programas de televisão, boates e restaurantes cariocas.

Algumas músicas:

Amor em serenata
Até quando
Canção da rua
Cartas de amor na areia
Ciclone
Maria das Graças
Nos braços da saudade
Serenata da chuva

Veja também:

Adelino Moreira
Ary Barroso
Adoniran Barbosa
Demônios da Garoa
Dolores Duran
Dorival Caymmi
Evaldo Gouveia
Francisco Alves
Herivelto Martins
Jair Amorim
Lamartine Babo
Lupicínio Rodrigues
Nelson Gonçalves
Noel Rosa
Orlando Silva
Vicente Celestino

Nenhum comentário:

Postar um comentário