quarta-feira, 18 de julho de 2007

Sucessos de 1961

1859 1866 1880 1901 1902 1903 1904 1905 1906 1907 1908 1909 1910 1911 1912 1913 1914 1915 1916 1917 1918 1919 1920 1921 1922 1923 1924 1925 1926 1927 1928 1929 1930 1931 1932 1933 1934 1935 1936 1937 1938 1939 1940 1941 1942 1943 1944 1945 1946 1947 1948 1949 1950 1951 1952 1953 1954 1955 1956 1957 1958 1959 1960 1961 1962 1963 1964 1965 1966 1967 1968 1969 1970 1971 1972 1973 1974 1975 1976 1977 1978 1979 1980 1981 1982 1983 1984 1985

1961

A lua é dos namorados (marcha/carnaval), Klécius Caldas e Armando Cavalcanti
Água de beber (samba), Tom Jobim e Vinícius de Moraes
Boato (samba) João Roberto Kelly
Brigitte Bardot (marcha/carnaval), Miguel Gustavo
Coisa mais linda (samba), Carlos Lyra e Vinícius de Moraes
Desfolhei a margarida (marcha/carnaval), Elzo Augusto e J. Saccomani
Eu já fiz tudo (bolero), Romeu Nunes e Almeida Serra
Fica comigo esta noite (samba-canção), Adelino Moreira e Nelson Gonçalves
Fiz o bobão (samba), Luiz Reis e Haroldo Barbosa
Índio quer apito (marcha/carnaval), Haroldo Lobo e Milton de Oliveira
Insensatez (samba), Tom Jobim e Vinícius de Moraes
Maria Chiquinha (canção cômica) Guilherme Figueiredo e Geysa Bôscoli
Ninguém chora por mim (bolero), Evaldo Gouveia e Jair Amorim
Nossos momentos (samba-canção), Luiz Reis e Haroldo Barbosa
O amor em paz (samba), Tom Jobim e Vinícius de Moraes
O barquinho (samba), Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli
O velho gagá (marcha/carnaval), Jackson do Pandeiro
Onde estarás (bolero), Evaldo Gouveia e Jair Amorim
Palhaçada (samba), Luiz Reis e Haroldo Barbosa
Perdão para dois (balada), Palmeira e Alfredo Corletto
Perdoa-me pelo bem que te quero (bolero), Valdir Machado
Poema das mãos (samba-canção), Luís Antônio
Poema do adeus (samba-canção), Luís Antônio
Quem quiser encontrar o amor (samba), Carlos Lyra e Geraldo Vandré
Quero morrer no carnaval (samba/carnaval), Luís Antônio e Eurico Campos
Rancho das flores (marcha-rancho), Vinícius de Moraes
Seria tão diferente (samba-canção), Adelino Moreira e Tônio Luna
Só vou de mulher (samba), Luiz Reis e Haroldo Barbosa
Solidão (samba-canção), Adelino Moreira
Tenho ciúme de tudo (bolero), Valdir Rocha
Ternura antiga (samba-canção) Dolores Duran e Ribamar
Você e eu (samba), Carlos Lyra e Vinícius de Moraes

Músicas estrangeiras de sucesso no Brasil:

Ansiedad, Sarabia Rodríguez
Bat Masterson, Bart Corwin e Havens Wray
Calcutta, Reino Gaze
The Exodus Song, Ernest Gold e Pat Boone
G. I. Blues, F. Tepper e R. C. Bennett
Greenfields, Terry Gilkynson, Frank Milier e Richard Deher
Me Da Risa (Faz-me Rir), F. Yoni e E. Arias
My Home Town, Paul Anka
Never on Sunday, Manos Hadjidakis
La novia (A noiva ) , Joaquin Prieto
Pepe, Hans Wittstatt
Run Samson Run, Neil Sedaka e Howard Greenfield

Cronologia:

20.01: John Kennedy toma posse na presidência dos Estados Unidos.

27.01: Morre no Rio de Janeiro (RJ) o compositor J. Cascata (Álvaro Nunes).

31.01: Jânio Quadros toma posse na presidência da República.

03: É lançado o primeiro disco de Elis Regina (Continental, 17894, “Dá Sorte” e “Sonhando”). Os fonogramas deste disco seriam aproveitados no elepê inicial da cantora (na ocasião com 16 anos), lançado ainda em 1961.

12.04: O soviético Iuri Gagarin torna-se o primeiro homem a realizar uma viagem espacial.

16.06: Morre no Rio de Janeiro (RJ) o compositor Caninha (José Lins de Morais)

13.08: É erguido o Muro de Berlim.

25.08: Jânio Quadros renuncia à presidência da República. O presidente da Câmara, Ranieri Mazzilli, assume a presidência da República, interinamente, em razão da ausência do vice João Goulart, em missão no exterior.

0.08: É divulgado manifesto dos ministros militares contra a posse de João Goulart.

02.09: O Congresso aprova emenda constitucional instituindo o regime parlamentarista no Brasil.

07.09: João Goulart toma posse na presidência da República, sendo o cargo de primeiro ministro ocupado por Tancredo Neves.

08.09: Nasce no Rio de Janeiro (RJ) a cantora Fernanda Abreu (Fernanda Sampaio de Lacerda Abreu).

21.11: Nasce no Rio de Janeiro (RJ) o músico/ator Tim Rescala (Luís Augusto Rescala).

Postar um comentário