segunda-feira, 17 de julho de 2006

Papel marchê

José Carlos Capinam
Inspirado pelas esculturas em papier marché de Ângela Bosco, mulher de João Bosco, o poeta José Carlos Capinam compôs a letra deste romântico bolero, mais cubano do que mexicano: “Cores do mar / festa do sol / vida é fazer todo o sonho brilhar / (...) / e depois acordar / sendo o seu colorido brinquedo / de papel marchê...”

Incluído em Gaga birô, um dos melhores discos de João Bosco, “Papel Marchê” tem na introdução um glissé do baixista Jamil Joanes que acabou se identificando à bela melodia. Cantando várias frases em falsete, o que fascina a platéia feminina, João arremata a canção com uma variação sobre o tema da segunda parte, entoando sons meio afros, que passaram a ser uma de suas marcas como intérprete e poderiam remeter a Clementina de Jesus, com quem ele realizara uma temporada anos antes, no Projeto Pixinguinha.

A popularidade de “Papel Marchê” duplicou quando a canção foi incluída na trilha da telenovela “Corpo a Corpo”, exibida no período de dezembro de 84 a junho de 85 (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

Papel marchê (1985) - João Bosco e Capinan

Tom: F7+

Intro: F7+  Dm7/9  C7+/5+  A7/5+
D7/9  G7/13  Db7/9+  C7+  C7/9

F7+
Cores do mar,
Dm7/9
Festa do sol,
C7+/5+                 A7/5+
Vida é fazer todo sonho brilhar
Fm7
Ser feliz,
G7/13 Db7/9+
No teu colo dormir
C7+
E depois acordar,
A7/5+
Sendo o seu colorido
D7/9      G7/13   C7+    E7/9-
Brinquedo  de papel machê
Am7+                 F7+
Dormir no teu colo é tornar a nascer

Dm7/9
Violeta e azul
Em7           A7/5+
Outro ser, luz do querer
F7+
Não vá desbotar
Dm7/9
Lilás cor do mar
C7+/5+
Seda cor do batom
A7/5+
Arco-Íris crepom
D7/9
Nada vai desbotar
G7/13     Db7/9+  C7+   E7/9-
Brinquedo  de papel machê
(Repete introdução)

Nenhum comentário: