quinta-feira, 13 de abril de 2006

Martinha

Martha Vieira Figueiredo Cunha é uma celebridade. Mais conhecida como Martinha, o nome artístico com o qual vem fazendo fama desde 1967, ela raramente sai de casa e passa boa parte dos dias com a família ou compondo. Quando vai às compras ou comer fora, porém, não escapa dos antigos e novos fãs. Com apenas 4 anos, Martinha começou os estudos de piano e balé clássico.

Aos 19, foi apresentada a Roberto Carlos, que a colocou no meio artístico. A carreira fulminante inclui 20 LPs, 8 deles gravados no exterior. Além de grande sucesso na Jovem Guarda, Martinha marcou seu nome nos Estados Unidos, Espanha e Venezuela.

Trazida por Roberto Carlos de Minas Gerais, era conhecida como "Queijinho de Minas" entre os fãs da Jovem Guarda. Se apresentou diversas vezes no programa Jovem Guarda, gravando o primeiro compacto em 1966.

Compositora, cantora e pianista, seu grande sucesso, Eu daria a minha vida, foi gravado por Roberto Carlos e incluído em seu LP "San Remo 1968". Erasmo Carlos Só sonho quando eu penso que você sente o que eu sinto. Outras composições de Martinha, gravadas por ela mesma, são Barra limpa e Eu te amo mesmo assim.

A vida pessoal pacata, porém, não reflete o aspecto profissional de Martinha. Ela participa do Projeto Jovem Guarda, junto com Silvinha e outros da época, faz shows em todo o País e se dedica a outros trabalhos. "Meu forte é compor", diz. "Sou amiga do Chitãozinho e do Xororó e escrevo músicas para duplas sertanejas."

Veja também



Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e Publifolha.
Postar um comentário