sábado, 29 de julho de 2006

Vamo comer

Caetano Veloso
Tom: A

A
Vamos comer
             E7
Vamos comer feijão

Vamos comer
              A
Vamos comer farinha

Se tiver
              E7          A
Se não tiver então ô ô ô ô
A
Vamos comer
             E7
Vamos comer faisão
Vamos comer
               A
Vamos comer tempura
Se tiver
               E7     
Se não tiver então
        G
ô ô ô ô ô

                       D7  
Eu não sou deputado baiano
          G                 D7
E, como dizia o outro, não sou de reclamar
         G                       G
Mas se estamos nesse cano não consigo me calar
      G         D7
É um papo de pelicano romântico
  G                 D7        
Aberto pro bico de quem alcançar
G
Quem quiser ver
  D7          G
Quem quiser ouvir
              D7
Quem quiser falar
A
Vamos comer
              E7
Vamos comer, João

Vamos comer
               A
Vamos comer, Maria

Se tiver
               E7         G
Se não tiver então  ô ô ô ô
Vamos comer
               E7
Vamos comer canção
    
Vamos comer
               A
Vamos comer poesia

Se tiver
               E7        G
Se não tiver então ô ô ô ô
               D7
O padre na televisão
                         G          D7
Diz que é contra a legalização do aborto
       G              D7
E a favor da pena de morte
          G                    D7
Eu disse: não! que pensamento torto!

         G              D7
E a pretexto de aids, aids
                   G
Nunca se falou de sexo
             D7
Com tanta franqueza e confiança
      G             D7               G
Mas é bom saber o que dizer e o que não dizer,
     D7               A  
Na frente das crianças

Merci beaucoup
                 E7
Merci beaucoup, Bahia
Arigatô
            A
Arigatô, Jamaica

E Trinidad
               E7        A
E Trinidad-Tobago  ô ô ô ô

Brigado Cuba
              E7
Thank you, Martinica

E Suriname
               A
Belém do Grão-Pará

Y gracias, Puerto
                E7          G
Gracias Puerto Rico   ô ô ô ô
              D7             G          D7
Baiano burro nasce, cresce e nunca pára no sinal
        G               D7
E quem pára e espera o verde
          G          D7
É que é chamado de boçal

       G                D7
Quando é que em vez de rico ou polícia
      G               D7 
Ou mendigo ou pivete serei cidadão
        G                    D7              G
E quem vai equacionar as pressões do PT, da UDR
                 D7          A
E fazer dessa vergonha uma nação

vamos comer
vamos comer...... 

Nenhum comentário: