sexta-feira, 28 de julho de 2006

Ritual

Cazuza
Tom: F

F      Eb    Bb F
Pra que sonhar, 
          Eb          Bb
a vida é tão desconhecida e mágica
F             Eb            Bb  F    Eb Bb  F    Eb Bb
Que dorme às vezes do teu lado, calada,      calada
F    Eb    Bb             F    Eb    Bb
Pra que buscar o paraíso, se até o poeta fecha o livro
F          Eb            Bb            F   Eb Bb 
Sente o perfume de uma flor no lixo e fuxica,    
F    Eb Bb
fuxica.
Gm7                     C7         
Tantas histórias de um grande amor perdido,
Gm7                     C7
terras perdidas, precipícios
Gm7                     C7
Faz sacrifícios, imola mil virgens,
Gm7                     C7
Uma por uma, milhares de dias
F    Eb   Bb
Ao mesmo Deus que Ensina a prazo,
F           Eb                Bb
Ao mais esperto e ao mais otários
F                Eb    Bb
Que o amor na prática é sempre ao contrário
F                Eb    Bb
Que o amor na prática é sempre ao contrário
F   Eb       Bb
Pra que chorar,
F       Eb      Bb
A vida é bela e cruel despida
F        Eb        Bb               F Eb Bb   F Eb Bb
Tão desprevinida e exata que um dia acaba...   acaba.
Postar um comentário