sexta-feira, 28 de julho de 2006

Minha namorada (Vinícius e Lyra)

Maria Creuza
Ao comporem “Minha Namorada”, pouco antes de escrever a peça “Pobre Menina Rica”, seus autores não faziam muita fé no sucesso desta canção de amor. Mas, a realidade é que a letra de “Minha Namorada” — classificada por Elis Regina como “a maior cantada da música brasileira” — é de arrasar as resistências dos mais empedernidos corações femininos: “E se mais do que minha namorada / você quer ser minha amada / minha amada, mas amada pra valer / você tem que vir comigo em meu caminho / e talvez o meu caminho seja triste pra você / (...) / e você tem que ser estrela derradeira / minha amiga e companheira / no infinito de nós dois...”

Isso é Vinícius de Moraes em momento de lirismo supremo, só alcançado em alguns poemas ou canções como “Eu Sei que Vou te Amar”. Na melodia de Carlinhos, o acorde menor de si bemol, com a sétima sobre a sílaba “mi”, em “ser mi-nha até morrer” e o arremate final às frases seqüenciais são deta lhes que situam “Minha Namorada” como um primoroso exemplo de equilíbrio na conjunção letra e música.

Uma das melhores versões desta canção é a do conjunto Os Cariocas — na ocasião, em sua formação mais duradoura, com o falecido Luís Roberto como solista. Outra boa versão é a de Maria Creuza, Vinicius e Toquinho, gravada em 72, na qual foi restaurado o recitativo original “Meu poeta, eu hoje estou contente, / todo mundo de repente ficou lindo, / ficou lindo de morrer, / eu hoje estou me rindo, / nem eu mesmo sei de quê...” (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

Minha namorada (bossa nova, 1965) - Carlos Lyra e Vinícius de Moraes - Interpretação: Maria Creuza, Toquinho e Vinícius de Moraes.

LP/CD Vinicius de Moraes en "La Fusa" - Con Maria Creuza y Toquinho / Título da música: Minha namorada / Carlos Lyra (Compositor) / Vinicius de Moraes (Compositor) / Vinicius de Moraes, Maria Creuza e Toquinho (Intérpretes) / Gravadora: Trova (Argentina) / Ano: 1970 / Álbum: XT 80002 / Faixa 14 / Gênero musical: Bossa Nova.

Tom: A  

A7M              Bm7       C#m7
Se você quer ser minha namorada
        F#7(b9)     Bm7(9)
Ah, que linda   namorada
     C7(9)   B7(9)
Você poderia ser
          Fº(b13)     A7M
Se quiser ser somente minha
     Bm7           C#m7        Cº(b13)    C#m7(b5)
Exatamente essa coisinha, essa coisa toda minha
       F#7(b13)       G#m7(11)
Que ninguém mais pode ser
     F#m7         F7M        A
Você tem que me fazer um juramento
      A/G         D/F#
De só ter um pensamento
       F7           E74    E7(b9)
Ser só minha até morrer
     D#m7(b5)      E/D         C#m7
E também de não perder esse jeitinho
     A7(9)  A7(b9) D7M 
De falar  devaga____rinho
         E7(#5)      C#7(13)   A7(9)
Essas histórias de você
       D#m7(b5)   E/D         C#7(13)  C#7(b13)
E de repente me fazer muito carinho
     C#m7  F#7(b9)     B7(9)
E chorar   bem   de mansinho
       Bb7M          E74    E7(#5)
Sem ninguém saber porque
A7M                Bm7       C#m7 
E   se mais do que minha namorada
     F#7(b9)            Bm7(9)
Você quer    ser minha amada
       C7(9)      B7(9)      Fº(b13)
Minha amada, mas amada pra valer
        A7M        Bm7         C#m7
Aquela amada pelo amor predestinada
      Cº(b13)       C#m7(b5)
Sem a qual a vida é nada
      F#7(b13)        G#m7(11)  G7(#11)
Sem a qual se quer morrer
     F#m7          F7M           A
Você tem que vir comigo em meu caminho
     A/G         D/F#
E talvez o meu caminho
     F7           E74   E7(b9)
Seja triste pra você
        D#m7(b5)             E/D             C#m7
Os seus o_______lhos tem que ser só dos meus o____lhos
        A7(9)  A7(b9)  D7M        E7(#5)      C#7(13)  A7(9)
Os seus braços o   meu ninho no silêncio de depois
       B#m7(b5)        E/D        C#7(13)  C#7(b13)
E você tem que ser a estrela derradei______ra
       C#m7  F#7(b9)    B7(9)
Minha amiga  e     companheira
       Bb7M        A7M 
No infinito de nós dois
Postar um comentário