quarta-feira, 14 de junho de 2006

Beijo partido

Esta canção meio enigmática nasceu de uma decepção amorosa do mineiro Toninho Horta, um dos mais respeitados guitarristas brasileiros no país e no exterior. Composto em 1973, o tema permaneceria dois anos sem letra, até o dia em que o autor sentou-se ao piano e escreveu-a em poucos minutos: “Eu não gosto de quem me arruína em pedaços / e Deus é quem sabe de ti / e eu não mereço um beijo partido / hoje não passa de um dia perdido...”

Então “Beijo Partido” foi gravado por Nana Caymmi e, logo depois, por Milton Nascimento no álbum Minas, com a participação instrumental (piano e violão) e vocal de Toninho. Sua voz, ele esclarece, foi utilizada para reforçar a atmosfera de mistério na ambientação musical exigida pelo arranjo. “Beijo Partido” tipífica o estilo do compositor, com sua linha melódica aparentemente simples e a harmonia sofisticada.

A frase “é quem sabe de ti”, em movimento melódico ascendente contrastando com a sutil harmonia descendente, ajuda a entender esse lado intrigante de sua obra, capaz de seduzir e mesmo influenciar músicos como o guitarrista de jazz Pat Metheny, um admirador declarado de Toninho (A Canção no Tempo – Vol. 2 - Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

Beijo partido (1975) - Toninho Horta - Intérprete: Milton Nascimento
Tom: Em 
Intro: (B9/Eb B11+/Eb) (Bb9/D Bb11+/D) Bb/C Bb7+ 

Em7/11          Asus4     G7+/11+  F#7/11+ 
Sabe, eu não faço fé nessa minha loucura 
B7/5+  Em7/9 
E digo 
                 G#m7/5-  C#7/9-   F#7/4/13 
Eu não gosto de quem me arruina em pedaços 
C#7/4/13  C7/4/13  B7/4/13 
E Deus é   quem      sabe de ti 
Bb7/13   A7/13   D7+/5+  D7+/6   D/C  B7/9- 
E eu não mereço um beijo partido 
Em7/11              Asus4 G7+/11+   F#7/11+ 
Hoje não passa de um dia perdido no tempo 
 B7/5+  Em7/9                  G#m7/5- 
E fico       longe de tudo o que sei 
      C#7/9-    F#7/4/13       C#7/4/13 
Não se fala mais nisso, eu sei 
  C7/4/13  B7/4/13   Bb7/13  A7/13   D7+/5+  D7+/6  D/C  B7/9- 
Eu       serei pra você o que não me importa saber 
Em7/11              Asus4   G7+/11+   F#7/11+ 
Hoje não passa de um vaso quebrado no peito 
 B7/5+  Em7/11  G#m7/5-  C#7/9-  F#7/4/13  C#7/4/13 
E grito 
C7/4/13  B7/4/13         G#7/4/13  F#7/4/13 
Olha o     beijo partido 
B6/9   F#9/A# G#m7/9         Em7/11 
Onde estará a rainha que a lucidez escondeu? 
A7/9-/11+/13  Em7/11  A7+/6 
(solo - primeira parte) 
Em7/11              Asus4   G7+/11+   F#7/11+ 
Hoje não passa de um vaso quebrado no peito... 
(Em7/11  A7/9-/11+/13  Em7/11  A7+/6)

Nenhum comentário: