terça-feira, 4 de abril de 2006

Cronologia do Carnaval 1889-1975


Sucessos do Carnaval a partir de 1889, no Rio de Janeiro:

1889 — Abre-alas (Chiquinha Gonzaga), marcha.

1904 — Carleto e RoccaLa mattchiche, (Borel Clerc), marcha.

1906 — Vem cá, mulata (Arquimedes de Oliveira e Bastos Tigre), tango-chula.

1909 — No bico da chaleira (Juca Storoni), polca

1910 — Primavera, adaptação de trecho da opereta Viúva alegre, de Franz Lehar.

1911 — Fado liró (Nicolino Milano), marcha.

1912 — A vassourinha (Filipe Duarte e Luís Figueira), marcha; Tire o dedo do aparelho (Autor ignorado), marcha; Carnavalesco (Calixto, Luiz Peixoto e Chiquinha Gonzaga), marcha-rancho.

1913 — Dengo-dengo (Emília Duque Estrada Farias), polca; Minha Caraboo — Amor de uma princesa (Sam Marshal e Alfredo Albuquerque), canção.

1914 — Caboca di Caxangá (João Pernambuco e Catulo da Paixão Cearense), toada.


1916 — O meu boi morreu, toada folclórica; Pierrot e Colombina (Eduardo das Neves e Oscar de Almeida), valsa.

1917 — Pelo telefone (Donga e Mauro de Almeida), samba; A baratinha (Mário São João Rabelo), marcha.

1918 — Quem são eles? (Sinhô), samba; O matuto (Marcelo Tupinambá e Cândido Costa), cateretê; O malhador (Pixinguinha, Donga e Mauro de Almeida), samba.

1919 — Já te digo (Pixinguinha e China), samba; Confessa, meu bem (Sinhô), samba.

1920 — Fala, meu louro (Sinhô), samba; O pé de anjo (Sinhô), marcha; Quem vem atrás fecha a porta (Caninha), samba.; Pois não (Eduardo Souto e Filomeno Ribeiro), marcha; Bá-bé-bi (Careca), samba; Cangerê (Francisco Antônio da Rocha), samba.

1921 — Essa nega qué me dá (Caninha e Lezute), samba; Sá Miquelina (Antônio Rodrigues de Jesus e Junquilho Lourival), samba; Pemberê (Eduardo Souto e Filomeno Ribeiro), chula baiana; Sai da raia (Sinhô), marcha.

1922 — Ai, seu Mé (Freire Júnior e Careca), marcha; Alvinitente (Romeu Silva e D. Paulo), marcha-rancho.

1923 — Tatu subiu no pau (Eduardo Souto), samba paulista; Goiabada (Eduardo Souto), marcha; Não olhe assim (Freire Júnior), marcha.


1925 — Dor de cabeça (Sinhô), samba; Os passarinhos da Carioca (Careca), marcha.





1930 — Dá nela (Ary Barroso), marcha; Na Pavuna (Almirante e Homero Dornellas), samba; Amor de malandro (Francisco Alves e Ismael Silva), samba; Quebra, quebra gabiroba (Plinio de Brito), marcha; Iaiá, Ioiô (Josué de Barros), marcha.

1931 — Com que roupa? (Noel Rosa), samba; Batucada (Eduardo Souto e João de Barro), marcha; Batente (Almirante), samba; Se você jurar (Francisco Alves, Nílton Bastos e Ismael Silva), samba; Lua cor de prata (Lamartine Babo), marcha; Deixa essa mulher chorar (Brancura), samba; Carnavá tá aí (Josué de Barros e Pixinguinha), samba.




1935 — Implorar (Kid Pepe, Germano Augusto e J. S. Gaspar), samba; Cidade Maravilhosa (André Filho), marcha; Grau dez (Lamartine Babo e Ary Barroso), marcha; Foi ela (Ary Barroso), samba; Eva querida (Benedito Lacerda e Luiz Vassalo), marcha; Rasguei a minha fantasia (Lamartine Babo), marcha.






1941 — O trem atrasou (Paquito, Estanislau Silva e Artur Vilarinho), samba; Helena, Helena (Antônio Almeida e Secundino Silva), samba; Aurora (Mário Lago e Roberto Roberti), marcha; Allah-la-ô (Haroldo Lobo e Antônio Nássara), marcha; Nós queremos uma valsa (Frazão e Antônio Nássara), valsa; O bonde do horário já passou (Haroldo Lobo e Mílton de Oliveira), samba.


1943 — China pau (Alberto Ribeiro e João de Barro), marcha; Laurindo (Herivelto Martins), samba; Roberta (Roberto Martins , Roberto Roberti e Mário Rossi), marcha; Que passo é esse, Adolfo? (Roberto Roberti e Haroldo Lobo), marcha.

1944 — Atire a primeira pedra (Ataulfo Alves e Mário Lago), samba; Ninguém ensaiou (Benedito Lacerda e Haroldo Lobo), samba; Verão do Havaí (Benedito Lacerda e Haroldo Lobo); Depois da hora (Arlindo Marques Júnior e Augusto Garcez), samba; Eu brinco (Pedro Caetano e Claudionor Cruz), marcha.




1948 — Não me diga adeus (Paquito, Luís Soberano e João Correia da Silva), samba; É com esse que eu vou (Pedro Caetano), samba; Cadê Zazá (Roberto Martins e Ary Monteiro), marcha; Enlouqueci (Luís Soberano, Valdomiro Pereira e João Sales), samba; Falta um zero no meu ordenado (Ary Barroso e Benedito Lacerda), samba; Rosa Maria (Aníbal Silva e Éden Silva), samba; Tem gato na tuba (João de Barro e Alberto Ribeiro), marcha.


1950 — Nega maluca (Fernando Lobo e Evaldo Rui), batucada; Balzaquiana (Antonio Nássara e Wilson Batista), marcha; General da banda (Sátiro de Melo e José Alcides), batucada; A coroa do rei (Haroldo Lobo e David Nasser), batucada; A Lapa (Herivelto Martins e Benedito Lacerda), samba; Se é pecado sambar (Manuel Santiago), samba.


1953 — Pescador (Haroldo Lobo e Mílton de Oliveira), samba; Zé Marmita (Luís Antônio e Brasinha), samba; Cachaça (Mirabeau Pinheiro, Lúcio de Castro e Heber Lobato), marcha; Na China (Haroldo Lobo e Mílton de Oliveira), marcha.

1954 — Saca rolha (Zé da Zilda, Zilda do Zé e Waldir Machado), marcha; Piada de salão (Klecius Caldas e Armando Cavalcanti), marcha; Couro de gato (Grande Otelo, Rubens Silva e Popô), samba; A fonte secou (Monsueto Menezes, Raul Moreno e Marcelo), samba; Jura (Zé da Zilda, Marcelino Ramos e Adolfo Macedo), samba; Vaga-lume (Vitor Simon e Fernando Martins), marcha.

1955 — Recordar (Aluísio Martins, Adolfo Macedo e Aldacir Louro), samba; Império do samba (Zé da Zilda e Zilda do Zé), samba; Mora na filosofia (Monsueto e Arnaldo Passos), samba; O choro do bebê (Frazão e Mano Gomes), marcha; Ressaca (Zé da Zilda e Zilda do Zé), marcha; Tutuquinha (Santos Garcia), marcha.

1956 — Quem sabe, sabe (Carvalhinho e Joel de Almeida), marcha; Vai, que depois eu vou (Adolfo Macedo, Zilda do Zé e Aírton Borges), samba; Exaltação à Mangueira (Enéias B. Silva e Aluísio Augusto Costa), samba; Fala, Mangueira (Mirabeau e Mílton de Oliveira), samba; Cara linda (Waldir Machado), marcha.


1957 — Vai, com jeito (João de Barro), marcha; Evocação (Nelson Ferreira), frevo; Vagabundo (Wilson Batista e Jorge de Castro), samba; Jarro da saudade (D. Barbosa, Mirabeau e Geraldo Blota), samba; Olha o jacaré (Estanislau Silva e Gil Lima), marcha; Ela foi fundada (Oldemar Magalhães, Otolindo Lopes e Arnô Provenzano), marcha.

1958 — Os rouxinóis (Lamartine Babo), marcha-rancho; Madureira chorou (Carvalhinho e Julio Monteiro), samba; Engole ele, paletó (J. Audi e David Nasser), batucada; Fanzoca de rádio (Miguel Gustavo), marcha; Eu chorarei amanhã (Raul Sampaio e Ivo Santos), samba; Mamãe, eu levei bomba (Oldemar Magalhães e Jota Júnior), marcha.

1959 — Levanta, Mangueira (Luís Antônio), samba; Vai ver que é (Carvalhinho e Paulo Gracindo), marcha; Peço a palavra (Max Nunes e J. Maia), marcha; Mané Garrincha (Wilson Batista e Jorge de Castro), marcha; Vem me buscar (Zilda do Zé, Aílton Borges e Adolfo Macedo), samba; Telefonei (Geraldo Soares, Noel Rosa de Oliveira, Moacir Vieira e J. Hugo), samba.

1960 — Me dá um dinheiro aí (Homero Ferreira, Ivan Ferreira e Glauco Ferreira), marcha; Favela amarela (Oldemar Magalhães e Jota Júnior), samba; A Maria tá (Haroldo Lobo e Mílton de Oliveira), marcha; Fechei a porta (Sebastiao Mota e Ferreira dos Santos), samba; Cacareco é o maior (Risadinha e José Roy), marcha.

1961 — Índio quer apito (Haroldo Lobo e Mílton de Oliveira), marcha; A lua é dos namorados (Klécius Caldas e Armando Cavalcanti), marcha; Quero morrer no carnaval (Luís Antônio e Eurico Campos), samba; De lanterna na mão (José Sacomani, Elzo Augusto e Jorge Martins), samba; O velho gagá (Almira Castilho e Paulo Gracindo), marcha.

1962 — Oba! (Osvaldo Nunes), samba; Garota de Saint-Tropez (João de Barro e Jota Júnior), marcha; Vou ter um troço (Arnô Provenzano, Otolindo Lopes e Jackson do Pandeiro), marcha; Se eu morrer amanhã (Garcia Junior e Jorge Martins ), samba; Nega do Congo (Haroldo Lobo e Mílton de Oliveira), marcha.

1963— Twist no carnaval (João de Barro e Jota Júnior), marcha; Eu agora sou feliz (Mestre Gato e Jamelão), samba; A lua é camarada ( Klécius Caldas e Armando Cavalcanti), marcha; Pó-de-mico (Dora Lopes, Renato Araújo e Arildo de Sousa), marcha; Lambuzando o selo (Aldacir Louro, Linda Rodrigues e William Duba), marcha.

1964 — A cabeleira do Zezé (João Roberto Kelly e Roberto Faissal), marcha; Bigorrilho (Sebastião Gomes, Paquito e Romeu Gentil), samba; Mag, Inês e Ana (Jorge de Castro e Vera Falcão), marcha; A índia vai ter neném (Haroldo Lobo e Mílton de Oliveira), marcha; Pistoleira (Haroldo Lobo e Mílton de Oliveira), marcha; Coitada da Madame Butterfly (Carlos Morais, Luis de Carvalho e José Utrine), marcha.

1965 — Saravá (Carvalhinho, Zilda Gonçalves e Jorge Silva), samba; Mulata iê iê iê (João Roberto Kelly), marcha; Bigu (Sebastião Gomes, Paquito e Romeu Gentil), samba; Rancho da Praça Onze (João Roberto Kelly e Francisco Anísio), marcha-rancho; Trem das onze (Adoniran Barbosa), samba.

1966 — Roubaram a mulher do Rui (José Messias), marcha; Tristeza (Haroldo Lobo e Niltinho), samba; Maria Fumaça (Santos Garcia e Serafim Adriano), marcha; Balancei a roseira (João de Barro), samba; O direito de nascer (Blecaute e Brasinha), marcha.

1967 — Colombina iê-iê-iê (João Roberto Kelly e David Nasser), marcha; Vem chegando a madrugada (Zuzuca e Noel Rosa de Oliveira), samba; Máscara negra (Zé Keti e Pereira Matos), marcha rancho; Palmas no portão (Walter Dionísio), samba; Linda mascarada (João Roberto Kelly e David Nasser), marcha rancho; A patroa me contou um segredo (Newton Teixeira e Brasinha), marcha.

1968 —Amor de carnaval (Zé Keti), marcha; Até quarta-feira (Paulo Alves Sete e H. Silva), marcha-rancho; Voltei (Osvaldo Nunes), samba; Portela querida (Colombo, Noca e Picolino), samba; Senta, levanta (Brasinha), marcha.

1969 —Avenida iluminada (Brasinha e Newton Teixeira), marcha-rancho; Levanta a cabeça (Osvaldo Nunes e Ivan Nascimento), samba; Bloco de Sujo (Luís Antônio e Luiz Reis), samba; Olha o leite das crianças (Luiz Reis e Pedro Caetano), samba; Eu não posso parar (Graciano Campos, Jorge Washington e José Garcia), samba.

1970 — Dondoca (Antônio Almeida), marcha; Não me deixes (Osvaldo Nunes, Milton de Oliveira e Hílton Meneses), samba; Bandeira branca (Max Nunes e Laércio Alves), marcha-rancho; Bom-dia (Walter Dionísio), samba; Primeiro clarim (Klécius Caldas e Rutinaldo), marcha-rancho.

1971 — Pra frente Brasil (Miguel Gustavo), marcha; Chinelo novo (Niltinho e João Nogueira), samba; Bloco da solidão (Evaldo Gouveia e Jair Amorim), marcha; Saberás (Osvaldo Nunes e Rubem Gerardi), samba; Esta noite é nossa (Klécius Caldas e Rutinaldo), marcha; Lágrima (Max Nunes e Laércio Alves), marcha.

1972 — Mangueira, minha madrinha querida (Tengo-tengo) (Zuzuca), samba; Festa para um rei negro (Pega no ganzê) (Zuzuca), samba; Marcha da cueca (Livardo Alves, A. Mendes e Sardinha), Ê, baiana (Baianinho, Enio Santos Ribeiro, Fabrício da Silva e Miguel Pancrácio), samba; Paz e amor (João Roberto Kelly e Toninho).

1973 — Ninguém tasca (Marinho da Muda e João Quadrado), samba; Tem capoeira (Batista da Mangueira); Israel (João Roberto Kelly e Raquel); Guardei minha viola (Paulinho da Viola), samba; Lendas do Abaeté (Preto Rico, Jajá e Manuel), samba-enredo.

1974 — Boi da cara preta (Zuzuca), samba; O mundo melhor de Pixinguinha (Evaldo Gouveia, Jair Amorim e Velha), samba-enredo; Oi, tá-tá-tá (Jota Júnior e Vicente Longo); A Festa do Divino (Tatu, Nezinho e Campo); Mangueira em tempo de folclore (Jajá, Preto Rico e Manuel), samba.

1975 — Marcha do Kung-Fu (Brasinha); Macunaíma (Davi Correia e Norival Reis); Compensou (Jota Júnior e Vicente Longo); Salve a Mocidade (Luiz Reis); Fantástico (Zé Keti, Tito Mendes e Valdemar Moniz).

______________________________________________________________________
Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira - Art Editora e Publifolha.
Postar um comentário